/* Facebook Like button

sábado, 31 de janeiro de 2009

Globalização

O que Brasil, Sérvia, Irã, Turquia, Grécia e Alemanha fazem juntos numa sexta à noite?

Comemoram o aniversário de uma aquariana, claro!


Continue lendo...

Boas notícias quentinhas...

Fui contratada como professora de português para estrangeiros pelo IBRIT -Istituto Brasile-Italia. O instituto é um pedacinho precioso de Brasil, no coração de Milão. Possui uma biblioteca, uma videoteca com o que há de melhor da literatura, da música e do cinema brasileiro. O IBRIT ensina português para estrangeiros, priorizando o ensino da cultura brasileira, ou melhor, das 'culturas' brasileiras. Nesta semana que finda, fiz algumas entrevistas, apresentei uma aula e, ontem, oficialmente, fui admitida como professora do instituto. 8-))))

Saindo de lá, fiz esta foto das costas do Duomo di Milano com a Lua e a Vênus casadinhas no céu.

E perto dali, além das lojas com as grandes marcas, estão as maiores e mais completas livrarias da capital lombarda. 8-)))))

Sono stramega contenta!!!

Ah, e como dizem os italianos: Adesso farò un po' di vita a Milano!
Continue lendo...

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Lou Reed "Walk On the Wild Side"

Continue lendo...

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

O que é a poesia?

Poesia é uma forma de oração
uns comungam,
outros não.
Continue lendo...

Preciso, para (Marina Colasanti)

Preciso que um barco atravesse o mar
lá longe
para sair dessa cadeira
para esquecer esse computador
e ter olhos de sal
boca de peixe
e o vento frio batendo nas escamas.
Preciso que uma proa atravesse a carne
cá dentro
para andar sobre as águas
deitar nas ilhas e
olhar de longe esse prédio
essa sala
essa mulher sentada diante do computador
que bebe a branca luz eletrônica
e pensa no mar.
Continue lendo...

Milan

Ontem fomos ao estádio San Siro assistir o jogo do Milan contra o Genoa, pelo campeonato italiano. Fomos com dois amigos daqui, torcedores fanáticos do rosso nero: o Stefano e o Damiano. O dia e a noite de ontem estavam gélidos e tinha muita névoa, logo, havia também muita umidade.

Brrrr

Depois de pegar o trem, o metrô e dar uma pernada final, chegamos lá e tivemos que enfrentar uma espécie de fila para comprar os ingressos. Não sei se já disse isso, mas na Itália ninguém aprendeu a se organizar, assim do tipo um atrás do outro. A fila deles obedece a uma outra lógica, àquela italiana. Na confusão, puxei conversa com uma milanese e chegamos à conclusão que pelo menos ali, espremidas, não estávamos passando frio. Foi só depois de muito tempo de empurra-empurra, de demarcação de território que finalmente conseguimos os ingressos.



Son venuta fin qua per vedere segnare Kaká!
Son venuta fin qua per vedere segnare Kaká!
Son venuta fin qua per vedere segnare Kaká!

Já dentro do estádio, senti que tínhamos voltado à civilização.

O primeiro tempo foi muito bom. O Kaká é realmente o melhor e o mais completo jogador em campo. Além disso é simpático e se comunica muito bem com a torcida, que por sinal é geminiana: fala, gesticula, critica e joga junto com muitas palavras e gestos.

Eu tirei o chapéu pro Kaká, mas pus bem rapidinho de volta porque tava muito frio.

Aos 33 minutos do primeiro tempo, desta jogada aí de baixo, gol do Milan, de David Beckham.



Marcelo, Damiano e Stefano comemorando.

O problema é que no segundo tempo, o Milan quase não jogou. Os jogadores estavam cansados ,ou com frio, sei lá. So sei que, aos 41 do segundo tempo, o Genoa empatou. Silêncio de morte.

Caspita!

E para completar, o frio tava pegando feio.

Fim de jogo e eu pensei: Graças! Estávamos todos doidos para comer algo bem calórico para ajudar o corpo no trabalho árduo de nos manter aquecidos. Comemos e iniciamos a pernada de volta ao metrô.

O Damiano era o mais triste, mas apesar do frio e do empate, valeu!



ps: Ronaldinho e Pato também jogaram, o primeiro usava uma chuteira amarela e, o segundo, uma verde-limão.

Continue lendo...

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Para a Lua em Peixes do dia ...

Historieta

A velha da casa do alto da serra
Contava ao menino histórias espantosas
A velha dizia que havia na terra
Fadas, feiticeiras e bruxas maldosas

Mas quando o menino cresceu em idade
E trocou a serra pela povoação
E foi para a escola que era na cidade
Aprendeu coisas tal como são.

Passaram-se anos e então... quis voltar
E ao subir a serra ficou admirado
De encontrar a velha a fiar
Tal como nos dias de tempo passado.

Quis explicar-lhe então... nessa mesma hora
Tudo o que aprendera e tudo o que ouvira
Quis dizer à velha que sabia agora
Que em suas histórias tudo era mentira.

- Tanta coisa, tanta coisa que tu me dizias
Histórias tão esquisitas e tão baralhadas
Nãos sei para quê tantas fantasias
Se afinal as coisas estão inventadas!

- Lembras-te da bruxa que tinha a mania
de andar na vassoura de varrer o chão
Voando nos ares de noite e dia?
Se queria voar.....tinha um avião!

E o conto pateta da princesa bela
Que foge do gigante seu amo e senhor
E deixa um cuco a falar por ela
Como se o cuco fosse um gravador.

E aquele rochedo do Ali-Babá
Que abria e fechava com certas falinhas
Mas que disparate! Agora há portas
Que se abrem e fecham sozinhas!

A velha ia ouvindo toda a explicação
Que parecia nunca mais ter um fim
Até que encontrou uma ocasião
De poder falar e falou assim:

- Se os homens fizeram o que pensaram
Sonharam bem antes do realizar
E só conseguiram, foi porque o sonharam
Sonhos que ninguém queria acreditar.

- E os contos de fadas, sempre repetidos
De velhos e novos pelas gerações,
Traziam em si sonhos escondidos
Que os homens guardaram em seus corações!!

Poema Popular Português
Continue lendo...

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Terceira do Plural

Continue lendo...

domingo, 25 de janeiro de 2009

Pés Ar

Angela, Anginha,

Abaixo, um presente meu para o seu aniversário e formatura!

sempre com Amor,

Dani


“Sei agora o que nenhum anjo sabe.”

Wim Wenders e Peter Handke.


O seu mal era gasto, velho, não tinha nada de novo, mas mesmo assim podia-se dizer nobre e universal e por que não histórico, visto que repetira-se já por infinitas vezes?

Dele, alguns poucos extraíam um dom, o da melancolia que vinha nas asas de um anjo que soprava coisas belas e tristes aos que conseguiam lhe ouvir.

Mas ainda que nobre e universal, ainda que invejado pelos anjos, ela devia haver-se com o seu pesar e, para isso, entrou na banheira e deu voz ao pranto. Ele a fez reviver, relembrar cada momento vivido. Um sorriso escapava, às vezes, mas eram as lágrimas as protagonistas do seu teatro pessoal.

Saiu da banheira se perguntando se viria a sentir os deuses outra vez.

Em resposta, só o pranto e, mais uma vez, a rendição quase forçada de quem ainda quer voltar atrás numa estrada que não existe mais.

Mas a pergunta havia suscitado algo, lançado uma semente, talvez, em meio aos destroços de seu coração banhado e partido.

Não encontrou nenhum deus. Só o silêncio. E depois o silêncio. E de novo o silêncio.

Dormiu.

No sono, uma voz lhe disse:

-Deixe-me cuidar de você e, sem esperar, a abraçou junto com seu pranto.

Naqueles braços, ela relembrou os tempos de beleza, do riso fácil, da capacidade que tinha de contemplar todas as coisas belas e feias do mundo, todas elas divinas. Lembrou do tempo em que ouvia a língua dos pássaros. E chorou.

Depois, mais uma vez, o silêncio. Mais uma vez, o pranto. E voluntariamente desistiu.

Improvisamente, surgiram muitos anjos. Todos eles rufavam suas trombetas, e ela sentiu naquele rufar uma tímida alegria. Elas anunciavam um novo tempo, ao mesmo tempo que relembravam coisas já vividas. Em fila, os anjos abriram caminho e ela pôs-se a andar nele, misturando esperança com o nada esperar.

Acordou com um riso acanhado nos lábios e desligou o despertador.



Continue lendo...

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Oração ao Tempo

Continue lendo...

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Oz en Oisans

Lindo, lindo! C'est magnifique cher ami
Na estação de esqui

Vista do quarto
Brindando com água, bem comportadinha! Village Neste dia nevou muuuito e fomos todos pra rua brincar
Muuuita neve!Achamos um boneco já pronto! Que moleza! O boneco estava pedindo um abraço, mas o Mathias achou melhor cortar os braços dele (!!!)
Sim, nós esquiamos! Não é fácil o negócio, não. Tudo pesa muito e escorrega beeem fácil.

Mas nós, que não nos entregamos assim no más tchê, conseguimos dar umas voltinhas
Subindo no tapete para o topo da pista. Aqui a premissa que diz que descendo todo santo ajuda não vale: descer é muito difícil! A Thaisi está de prova. Caímos muito e eu só pude tirar fotos dos tombos da Thaisi, claro. A minha máquina, neste dia, correu sério risco de vida. Mas apesar dos tombos, estava tudo muito bom por lá. Merci, Thaisi, e au revoir, Oz!
Continue lendo...

O mundo maravilhoso que é você mesmo


Adorei Oz en Oisans! Já tinha gostado por antecipação por causa do nome que remete ao livro e ao filme: O Maravilhoso Feiticeiro de Oz.

Como diz o Walter Benjamim, na voz de uma querida amiga-poeta, a Isabel Mueller:

'Viajo para conhecer minha geografia'

Foi o que a Dorothy fez ao iniciar sua viagem de volta ao lar, ao Kansas-depois de ter sido arremessada por um tornado numa terra estranha. No caminho conheceu amigos, muitos recursos e, no final, descobriu que o poder de retornar ao lar estava todo em suas mãos, ou melhor, em seus pés. Descobriu que a magia já estava ali o tempo todo, e sem nenhum mágico.

Somos nós mesmos, humanos!

A jornada da Dorothy e de tantas outras histórias nos ensina que a nossa geografia é ampla, amorosa, aventureira, cheia de amigos, magia, mistérios e que 'errar' é preciso!

Ah, outra coisa linda da história é que todos eles, os amigos que ela fez ao longo do caminho, o Leão, o Homem de Lata e o Espantalho não tiveram vergonha de dizer o que faltava em suas vidas e, assim, se puseram a caminho junto com ela, atrás dos seus quereres. Lindo demais, não?

Você sabe o que quer? Ou está que nem o Capitão Jack Sparrow do Piratas do Caribe que não pode usar a bússola que indica os desejos, porque não sabe onde eles estão?

Agora, se já sabes, já iniciou sua viagem para obter o que quer? Já se expôs, já ousou? Claro, sempre tem a possibilidade aquela, na voz do Caetano' onde não queres nada, nada falta', e sempre tem a possibilidade de já ter obtido tudo, também. Mas é difícil, hein?

E um tanto quanto sem graça, na minha opinião.

Ah, e entenda viagem aqui como todo e qualquer deslocamento, viu? Às vezes, somente se permitir fazer algo diferente, fora da rotina, do programado e do conhecido já é iniciar uma viagem. É ao sair da casca, da zona de conforto que nos aventuramos. Todas as peripécias vividas e superadas pela Dorothy, por exemplo, nada mais são do que uma oportunidade de se des-envolver.

E o melhor: você descobre o mundo que existe para além do seu desejo.

Boa viagem!

ps: no próximo post falo de Oz en Oisans 8-))))
Continue lendo...

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Vou para Oz!

Sim, isso mesmo, Oz En Oisans, uma cidadezinha no centro da França. Dizem que para chegar lá é só seguir a estrada das pedras amarelas 8-))))



Vou amanhã de manhã. Lá encontrarei uma amiga e passaremos uns dias nesta cidade, nas montanhas. Em Oz, tem uma estação de esqui e eu não vou perder a oportunidade de me ensaiar no esporte ...ui! Torçam por mim!

Vou de trem até Grenoble. São 5 horinhas de viagem num trem de uma companhia francesa, a TGV. O trem é beeem confortável. E, de lá, mais uma horinha de carro até Oz.

Ah, eu volto na quinta da semana que vem. Vou matar alguns dias de aula, também, antes que eu ganhe fama de CDF.

O lugar parece bonito, não?



Continue lendo...

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Maria, Maria

Simone Martini, Anunciação - Galleria degli Uffizi, Firenze.

A Lua hoje no céu está em Virgem. Essa é uma Lua de gente prestativa que gosta de colocar ordem por onde passa para se sentir à vontade. A Virgem Maria é um bom exemplo para essa Lua. Desde que recebeu a visita de um anjo, no episódio da Anunciação, (acima) se pôs a serviço do mundo, a começar dispondo ao divino seu ventre virgem e intocado que gerou uma nova luz aos homens: Cristo.

Hoje em dia, ela continua bem ocupada protegendo os fiéis com seu manto e ouvindo suas orações e súplicas. Trabalhando muito, insomma! É engraçado, eu não sou católica praticante, mas todas as vezes que entro numa Igreja católica, eu rezo para ela. Projeto nela a imagem de mãe do mundo, assim como faço com a Terra.

A imagem acima eu reencontrei esta semana, pois estava aqui às voltas com uma prova de Storia dell'arte medievale e topei com a pintura ao final do livro. Lembro que quando a vi, em Florença, gostei muito, porque é uma das poucas imagens ( talvez a única) em que a Virgem se retrai ao ver o anjo com um gesto de humano temor/pudor. Além do mais, é uma Virgem elegante, quase aristocrática e dipinta numa tela folhada em ouro. Estamos já no século XIV, às barbas da era moderna, e o pintor resolveu representá-la mais de acordo com a época, mais humanizada.

A matéria, arte medieval, é bastante interessante, ainda mais para quem mora por estas bandas daqui. Castelos, Igrejas e pinturas dessa época não faltam. E, ao contrário do que pensa o senso comum, a idade média, foi uma época muito rica em produção artística e foi o período que gestou o mundo da forma como o conhecemos hoje: com as universidades, com o livro no seu aspecto físico e com a organização espacial das cidades que surgiram naquele período - na chamada baixa idade média -, como pequenas fortalezas.

Difícil pra mim, ao fazer esta prova, foi aprender e me habituar com todo um novo vocabulário artístico e arquitêtonico que eu não conhecia nem mesmo em português, que dirá em italiano. Mas, entre mortos e feridos, todos se salvaram e eu passei na prova com uma bela nota e voltei para casa contentinha e, com mais 5 créditos no currículo. 8-)
Continue lendo...

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Al di là - O Candelabro italiano




Para manter o clima da stramega romantica Vênus em Peixes, pois 'é assim que ele a ama na canção'!
Continue lendo...

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Canta a Vênus em Peixes

Eu já falei dela, aqui! A produção do vídeo, do programa e da Giusy são horríveis, mas a voz e a carinha dela valem a pena.

Continue lendo...

Vênus e o Sol colorem o dia

Vênus convenceu o Sol a aparecer, hoje, e os dois estão derretendo o gelo da cidade. O Sol trouxe um pouco de seu calor ( um pouco) e, Vênus, sua beleza, brilho e humanidade. Afinal de contas, hoje é o dia dela: venerdì, dia de Vênus, venere. Hoje é um dia perfeito para embelezar um pouco mais a sua vida: escutar uma boa música, ler um bom poema, ir na manicure, comprar flores para casa, ou simplesmente sair por aí contemplando a beleza do mundo e das pessoas. E deixar o mundo admirar você, também. Pode ser 'só' um sorriso, uma postura mais amorosa diante da vida. Todos os seres têm necessidade de beleza, cada um a seu modo. Qual é o seu?

Ah, e abaixo, a prova de que os dois vieram derreter o gelo, o cinza e o branco da cidade:







Continue lendo...

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Charlie Brown Christmas

Meio atrasadinho, eu sei, mas o que posso fazer se estou no clima de neve e Holiday, ainda?

Enjoy it!

Continue lendo...

Pupazzo di neve


Hoje, o ano letivo deveria re-iniciar, mas a neve que cai desde anteontem é tanta que cancelaram tudo. Me sinto num daqueles episódios do Simpsons em que o Bart acorda e fica feliz da vida porque não vai ter aula e a Lisa fica triste pelo mesmo motivo.

Feliz ou triste, a gente trabalha com o que tem, né? com a neve que se acumulou na sacada, deu pra fazer esse boneco aí:



À noite, o boneco ainda estava lá, já sem sem um olho é verdade, mas firme e forte.


Hoje de manhã, fui lá vê-lo e, visto que continua a nevar e a acumular neve na sacada, pensei que ele poderia ganhar um irmãozinho, não? hum, ou mesmo uma família inteira...

-Excelente! - diria o Mr Burns.

Continue lendo...

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Epifania e o dia do Astrólogo

L'adorazione dei Re Magi - Giotto
Cappella degli Scrovegni - Padova


Hoje, aqui, é feriado. Se comemora a chegada dos Reis Magos como a primeira manifestação ou aparição de Jesus: a Epifania! Os Reis, guiados pela estrela de Belém, neste dia, presentearam a criança que nasceu com ouro, incenso e mirra!

Na pintura acima, Giotto, um grande pintor italiano da idade média, conhecido também por inaugurar a modernidade na pintura, representa a adoração dos Reis Magos e o cometa Halley. Isso porque no ano de 1301, Giotto havia observado a passagem do cometa e o substituiu pela estrela. Ele já era um moderno.

Ah, me comove essa imagem dos Reis que, tendo o céu como guia, vão presentear a criança que nasceu, o messias, o novo rei dos judeus. Esperança, alegria e festejamento pela revelação do divino, pelo novo ano e pelo aumento da luz solar, desde o solstício de inverno. Por isso, hoje, se comemora também o dia do astrólogo.

Aqui, a festa é recheada por trocas de presentes e de doces, principalmente às crianças.

Que tal presentear alguma criança com doces hoje, hein? Poderia ser um pequeno ato simbólico, visando o reconhecimento do divino, da revelação e da renovação na sua vida.

Evviva l'Epifania, la rivelazione, gli astrologi ed il nuovo anno!
Continue lendo...

domingo, 4 de janeiro de 2009

Um outro Capricórnio


Hoje, ao meio dia, saí para caminhar. Eu parecia uma hobbit pronta para atravessar os Alpes em busca do anel. Estava bem frio e não tinha quase ninguém na rua. Mas apesar de não ter nevado mais, desde o dia 31 de dezembro, encontrei resquícios de neve por tudo. E muito gelo fresco encobrindo as àrvores e a vegetação em geral. Isso é Capricórnio mesmo. Essa paisagem branco-cinza, fria e deserta. Enquanto caminhava, escutando música brasileira, fiquei imaginando o Brasil, sua gente, sua cor, seu calor e suas praias. Saudades. Neste momento, aqui, estamos dentro de uma espessa bruma e a temperatura continua baixa. Amanhã e terça, a previsão é de neve. E dia 7, depois da Epifania, ou seja, depois da comemoração da visita dos Reis Magos, o ano começa aqui, de verdade. Aos finais de semana, ao invés de praia, o povo sobe a montanha para esquiar e curtir a neve. Bem diferente né?
Continue lendo...

Baile no Céu




7.000 fotografias condensadas em quatro minutos, mostrando a beleza do baile no céu.
Continue lendo...

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

As coisas tão mais lindas

Cassia Eller by Bia

Continue lendo...

Na virada do ano...

Não deu para pular as 7 ondinhas, mas deu para curtir esta nevicadinha aí



Eu fico sempre boba com a neve.
Continue lendo...
 

Sites amigos

  • Lua em Escorpião! - O Sol está em Câncer e a Lua em Escorpião. Câncer é signo regido pela Lua. Sol e Lua no céu nos colocam então em contato profundo com o Si mesmo. Um tempo ...
    Há um mês

Atendimentos

Entre em contato comigo pelo e-mail danischeifler@gmail.com Ou pelo Skype Daniela Scheifler

Sites amigos

Text

Baile no céu Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template