/* Facebook Like button

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Como se saúda a Rainha do Mar?

Continue lendo...

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Horoscopus do dia 31: Lua Cheia e véspera de Ano Novo!

Último dia do ano. Acabou o calendáro de 2009. E se abrirá aquele de 2010, daqui a algumas horas. Mas o que é que muda mesmo? Não é só mais um dia depois do outro? Astrologicamente, o ano muda mesmo é no zero grau de Áries, lá me março. Ahá, mas hoje, além dos dígitos, é a gente que muda com relação aos dias, com relação ao ano. Não é assim? É como diz o Drummond, o ano novo espera para nascer/acontecer é dentro de nós.

O dia amanhece com a Lua em Câncer se opondo a Plutão, depois a Vênus, depois ao Sol, todos em Capricórnio. A Lua também quadra Saturno em Libra. Um dia de peso. E tem mais. Tem eclipse parcial da Lua, Lua cheia. Sentimentos transbordando. Tudo transbordando. Veneza invadida pela acqua alta. E, para completar, na madruga do dia 1°, a Lua se opõe a Mercúrio. Ufa! Nâo é moleza, não.

Só digo uma coisa: Ano Novo para passar com a família, a família que você tem, ou escolheu. Fuja da muvuca. Vai pintar saudade, vão surgir memórias de um tempo perdido. Sim, vão. Lua em Câncer vai olhar pra trás, num dia em que olhamos para frente. São as saudades do futuro, é isso que a gente sente.




Ah, falei sobre o eclipse: aqui!

Feliz Ano Novo, um novo ano divino e maravilhoso!!!
Continue lendo...

Horoscopus do dia 30: Lua quase cheia, quase 2010, mas que nada

E a Lua quase cheia no céu, viram? Linda, linda demais. E vocês, ai? Tão riscando a mandala, as nesgas de Lua na cartolina? A última é amanhã, dia 31, quando a Lua estará cheia meeesmo no signo de Câncer.

Mas antes de chegar em Câncer, ela vai transitar ainda alegre, curiosa e animada nos Gêmeos. E o dia começa a mil, a Lua faz sextil com Marte, nos animando. Agitando tudo. Bom para tudo que envolva comunicação, pois Gêmeos e Leão são os comunicadores do zodíaco. O primeiro de forma mental, o segundo, de modo expressivo. Bom para tocar seus afazeres aí de forma alegre, leve e rápida.

E até meu teclado em português está funcionando benissimo, hoje! Ziriguidum!

Ó, a quadratura de Vênus com Saturno começa a se desfazer e as coisas tendem a melhorar, ficarem mais leves. O que não quer dizer que não tenhamos que trabalhar o que foi visto. Uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa. :)

No início da tarde, a Lua se desentende com Urano e, caso pinte um imprevisto, já sabe: abrace-o, ao invés de arrancar os cabelos, ou de levar choque.

Já no meio da tarde a Lua sorri para Netuno e depois para Júpiter em Aquário. Maravilha. A gente termina o dia inspirados. O povo sente que o mundo é grande, cheio de possibilidades, de amigos e sorri com fé na vida neste penúltimo dia do ano.

E eu já começo a desejar, hoje, um Buon anno, un eccellente anno pra mim e pra você. Tá chegando 2010...uhúuu!

E se alguém vier lhe encher os pacovás, hoje, cante esta: Porque um samba como este tão legal...



O ariá raiô Obá obá obá as ...
Continue lendo...

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Lua, Lua, Lua

Viram como a Lua tah linda lah fora? Quase cheia, luminosa.
Continue lendo...

Venus em Capricornio/Plutao/Saturno

Mais de uma pessoa perguntou: o que tem o ceu, ontem e hoje, que ta tudo tao pesado nas relaçoes? Ontem, Venus em Capricornio casou no ceu com Plutao: intensidade, sentimentos que vem a tona, tudo aquilo que tava escondido debaixo do tapete, aparece. Sentimentos intensos de posse, ciumes, sexualidade sao sentidos. Pro bem e pro mal. Compulsoes, obsessoes sao assuntos plutonianos. Com a Venus, ali, ha uma revisao profunda dos valore$. E se ve tambem a extensao do compromisso, as estruturas das relaçoes, porque essa Venus nao eh de brincadeira, nao.

Hoje, Venus em Capri quadra Saturno, o senhor do Tempo, o deus dos limites. Ai, eh melhor conter os gastos e observar as dificuldades de si, do outro. Elas aparecem, neh? Agora, esses limites e medos sao uma proteçao. E sao tambem uma defesa. E tudo isso vem para a pauta do dia.

Relaçoes se constroem com e no tempo. A gente tambem. Por isso essas duvidas e dificuldades que surgem sao para questionar, mesmo, e para nos fazer crescer.

Se voce ta sentindo isso forte, tambem, observe, colha informaçoes e planeje mudanças. Com seriedade.

ps: posts sem acentos
Continue lendo...

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Racconto do dia 29: irmão do perfume

Queria um perfume que fosse irmão da respiração. A Lua brincava em Gêmeos, no céu. Signo que rege os pulmões. Os pulmões são dois. A vida é sopro, pensamento que vai e vem, o ar que entra e sai. Mas sem dispersão, pois a Lua sorria para Saturno. Movimento ordenado. Movimento sem fim. Bom para o comércio, conversas e coisas afins - dizia o jornal.

Ganhou um beijo safado no coração. Alegre e colorido como Barcelona. Sagrado e profano como as tetas da Gal. Intenso e curador. Para amaciar o amor, para aprender da dor e portar consigo o acalento, durante a espera do que ainda não se revelou. O tempo e os limites como mestres de quem assim os vê. Sem fórmulas. Sem pressa. E dançando com a incoerência.



Tirou um biscoitinho da sorte, nele dizia: não existe a melhor escolha, existem escolhas, mais o delírio do destino.
Continue lendo...

Horoscopus do dia 28: devagar, de mansinho

Ontem, o dia era de desfrute. Domingão dos bons para saciar os desejos todos, para acalentar a sensualidade e os prazeres simples do corpo e da alma. Touro é simples, pé no chão. E quer saborear cada momento. E, hoje, a Lua em Touro segue teimosa no céu, querendo prolongar ad infinitum o deleite. Mas Ela quadra Marte. E dois bicudos não se bicam. Teimosia, autoritarismo e nervosismo podem rolar. Marte quer movimento e a Lua está ainda a se espreguiçar.

Ó, mas isso bem no início da manhã, porque depois a Lua sorri para Mercúrio e o dia fica mais leve e propício para trabalhar, se movimentar. Bom para o comércio, papéis, escritos e bom para criar. Comece devagar, de mansinho, no entanto, porque o dia tá bicudo, tem jeito não. A Lua depois quadra Netuno e, em seguida, Júpiter. A lentidão da Lua em Touro quadra com a eletricidade de Aquário. O mundo lá fora chama. É segunda-feira, hello??? E mudar o ritmo não é fácil. O corpo se ressente, o povo fica exagerado, reclamando de tudo e sentindo os efeitos dos excessos comidos/cometidos.

Mas bem no fim do dia, a Lua se escondeu? Não, a Lua passa para Gêmeos e tudo se acelera. A brincadeira, a curiosidade, e a vontade de sair por aí, voltam. O dia acorda, a mente desperta para logo ter que ir dormir.

Ah, e confira: Pesquisa indica que maiores ganhos nas bolsas ocorrem no início dos ciclos lunares. Obrigada, Mônica!
Continue lendo...

domingo, 27 de dezembro de 2009

Racconto do dia 27: desfrute, goditelo!

Edgar Degas. Mulher que seca o pescoço. Museo d'Orsay, Paris

A cama a envolvia, a abraçava. Não conseguia levantar. E não precisava, mesmo. Afinal de contas, era domingo. Sorriu, espreguiçou-se e quando estava já virando-se para dormicar ainda um pouco mais, ele entrou no quarto. Nas mãos, trazia uma bandeja. Café com leite, frutas e croissants quentes. E uma rosa. Ele lhe trouxe também o jornal. Ela sorriu e lhe beijou. Ele abriu as cortinas. Ela sentia-se profundamente amada, concretamente amada. Ele passou a mão nas suas costas, roçando a camisola de seda contra sua pele. Ela sorriu, de novo para seu homem prestimoso e sensual.

Ele saiu do quarto, ela pegou o jornal e foi direto para o Segundo Caderno ler o que os astros reservavam para o dia. E lá dizia: usufrua, desfrute o dia. Lua trígono Sol. Sorriu, espreguiçou-se, soltando o gritinho aquele que acompanha o alongar dos músculos femininos. E tomou seu café. Depois deu-se de presente um banho quente de banheira. Cantava. Escolhia um bom óleo para acompanhar o banho. Adorava óleos e cremes. Hidratou a pele. Enxugou o pescoço e, estava já por começar a massagear a própria nuca, quando ele entrou e assumiu a massagem.

Naquele dia, ficou com vontade de ter um jardim e pôr os pés na grama, mexer na terra. Na falta dele, roçou os pés nos pelos do tapete. Pegou seu livro. Estava terminando de ler "Il Profumo" de Patrick Suskind e ficou ali a ler e acontentar seu corpo no descanso de tudo. Entregou-se à leitura e ao sofá.

Sorriu ao pensar que a única preocupação, a única coisa a fazer no dia, era o almoço. E planejava caprichar. A culinária era, seguramente, uma de suas muitas paixões. E cozinhou com volúpia.

...............................................................................................

Il letto l'avvolgeva, l'abbracciava. Non riusciva ad alzarsi e non ne aveva il bisogno. Era domenica. Ha sorriso e mentre tornava al sonno, lui è entrato in camera. Sulle mani portava un vassoio. Caffè latte, delle frutte e croissants. E un fiore. Le ha portato anche il giornale. Lei sorride e lo bacia. Lui apre le tendine. Quella donna si sentiva profondamente amata, concretamente amata. Aveva un uomo prestimoso e sensuale.

Lui esce, lei prende il giornale e va dritto al Secondo Quaderno per vedere quello che gli astri gli dicono per quel giorno. E diceva: goditi la giornata. La Luna fa un bel trigono col Sole. Lei sorride e miagola mentre distende i suoi muscoli femminili. Beve il caffè, poi si gode un bel bagno in vasca. Cantava e sceglieva un bel oleo per accompagnare la doccia. Ha asciugato il collo e cominciava a farsi un bel massaggio quando lui è entrato e l'ha fatto lui.
In quel giorno, avrebbe voluto avere un giardino dove calpestare i piedi, mettere le mani sulla terra. Non avendo il giardino, sfregò i piedi sul tapetto e prese il libro che stava leggendo: Il Profumo" de Patrick Suskind. Ed è rimasta lì a leggere ed accontentare il corpo sdraiato sul divano.

La sua unica preoccupazione, l'unica cosa da fare era il pranzo. Lei sorride. La cuccina era una delle sue passione, lo fa con voluttuosità.
Continue lendo...

sábado, 26 de dezembro de 2009

Ekkleipsis

A palavra eclipse vem do grego "ekkleipsis", que significa: abandono. Gostei, gostei. Volta e meia precisamos abandonar coisas para aliviar a cesta, não é?

Pois então, no dia 31, na virada do ano, teremos um eclipse parcial lunar no grau 11° de Câncer. Lua cheia no céu.

Fui para o "Uma Mandala Astrológica" do Dane Rdhyar e lá diz:

Fase 101: Um palhaço imita de forma caricatural personalidades conhecidas.
Idéia básica: O valor do humor no desenvolvimento da objetividade e da independência do pensamento.

O humor ou a ironia são um poderoso instrumento de apreciação do valor das realidades sócio-culturais e, portanto, de autoliberação da ostentação e do preconceito. O riso descondiciona e com frequência abre o caminho para a compreensão de que não precisamos impressionar-nos indevidamente com aquilo que nossa tradição de certa maneira forçou sobre nossa consciência. O palhaço, com efeito, é a mais popular manifestação dessa premência de rir, que parece ser uma característica extremamente básica da natureza humana. A caricatura é a sátira são formais mais intelectuais dessa mesma necessidade de liberação intelectual.

(...) a capacidade de rir, que inclui a capacidade de rir dos pequeninos hábitos maneirismos pessoais-na realidade, rir da própria pompa. Trata-se de um passo de DESCONDICIONAMENTO.


Acho que vou me fantasiar na noite de Ano Novo com algo meu, bem caricatural :))
Continue lendo...

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Horoscopus do dia 26: renovação e satisfação

Na madrugada de hoje a Lua menina quadra com o mensageiro dos deuses, Hermes-Mercúrio, que tá lá serião no signo da cabra e que, ainda por cima, do nosso ponto de vista aqui da terra, passa a andar para trás. Se estiver acordado, melhor não entrar em discussões, não procurar agulha em palheiro. Não é um bom momento para discutir a relação, certo? E revise o que fizer, se puder não faça nada de muito importante: comprar um computador novo, ou assinar papéis, por exemplo. Mercúrio fica retrógrado até o dia 15 de janeiro, nos fazendo revisar, re-ver, re-visitar os nossos movimentos. Re-avaliar o ano que passou, neste período, é uma boa pedida.

E o dia amanhece lindão de morrer, de viver. A Lua faz sextil com Netuno, depois com Júpiter e o dia se torna grande, animado, inspirado. Dia bom para fazer coisas diferentes, esquecer o passado, aventurar-se, sair da rotina. E, assim, renovar os sentimentos.

Tem muita gente que não trabalha. Se você está nesse time, durma no ponto, não. De manhã, faça um esporte, faça algo diferente. Coisas impressionantes acontecem quando a gente se dispõe ao novo. Renovação é o que eu desejo para mim e pra você, hoje.

Depois, à tarde, a Lua se acomoda no Touro, aí sim, o dia pede cafuné, sombra e água fresca. Preguiçar, ficar sem fazer nada é condição para ouvir o que o silêncio nos sussurra e revela. Então, o povo descansa e aproveita o que este mundo oferece de melhor, assim, na pele, no corpo, nos sabores da vida. Porque o prazer também ensina. A Lua sorri para Vênus, depois para Plutão e depois ainda para o Sol, ulalá. O final do dia vira uma coisa assim, água na boca, água na boca, água na boca.



Nada melhor do que não fazer nada, só pra deitar e rolar com você, com vocêeeeee!!!

Agora, tem o povo que descansa, usufrui da vida cozinhando, arrumando o jardim, trabalhando em algo extremamente saboroso, proveitoso. Também tá valendo. O importante é satisfazer-se, profundamente.

Já para quem trabalha, o dia é excelente para prosperar, para galgar novos degraus na própria montanha. Ter um trabalho e obter recursos a partir dos próprios talentos é satisfação pura, realização plena.

Então, seja não fazendo nada, seja trabalhando, desejo um excelente dia para nós todos.

E segue o Baile!
Continue lendo...

Racconto do dia 25: Zat You, Santa Claus?

Hoje o dia pula da cama. A meninada, pelo menos, acorda louca pra brincar com os novos brinquedos, ou para abrir presentes que o Papai Noel deixou. Depende do país. Dia faceiro. Sol em Capricórnio e Lua em Áries no céu é a criançada feliz brincando na neve. No dia branco e cinza lá de fora.

A Lua do céu queima alegria em Áries. Vai uma guerrinha de neve, aí? Ah, vamos vai! :)



O Sol, hoje, quadra Saturno, lembrando que Natal é mesmo uma festa de família e que é bom estar com ela, nestas datas. Assim, tradicional mesmo. Pai, mãe, filho é coisa séria. E a gente deve cuidar dessas relações.

Eu, ontem, vi a minha família pela web cam. E brinquei com meus sobrinhos pela internet. Saudades, Saudades...

Agora, a noite de hoje promete mais festa, mais alegria. A Lua faceira em Áries sorri para Marte em Leão. A Lua faz um cafuné na juba do Leão. E este saí a brincar e a se divertir no fogo do dia.

E hoje a Vênus, a Bela, ingressa Capricónio. O Amor vira coisa séria, chega de aventura, de correr o mundo. O Amor que casar, quer aliança de ouro branco. E relógio. Quer compromisso, em suma. A Vênus em Capricórnio não dá bola pra qualquer um, não. Mas para aqueles que a valorizam. E, assim, ela mostra o seu melhor: sua capacidade de planejar para pôr em prática seus desejos, sua seriedade e firmeza. Quando desvalorizada, se mostra fria, sem alma. Tipo executiva que só trabalha, sabe? E isso nós não queremos, não é? O Amor e as relações são coisas sérias, mas não nasceram pra ser cinza, não.



Feliz Natal.
Continue lendo...

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Os pratos

Lasagna della Vigilia:

Salmone ai funghi e patate alle noci:

E ficou bom!

E por último, esta que vos escreve, ganhando presentinho:

Feliz Natal!
Continue lendo...

Silent Night com @penachiando

Meus queridos bailarinos, desejo-lhes uma excelente e divina noite de Natal. Que tudo de bom nasça e renasça em nossos corações. O coração, esse guia maravilhoso. Obrigada pelo carinho, pelas visitas, por bailarem comigo. Os deixo em boa companhia, com a música do @penachiando, um amigo querido do Twitter.




Un bacio emozionato a tutti!
Continue lendo...

Cena di Natale, parte II

A lasanha da receita precedente já está pronta e montada. Agora, seguem as receitas del secondo piatto e del contorno. Sempre porções para 4 pessoas.

Salmão com cogumelos:

Ingredientes: 4 fatias de salmão - espessura de cerca 2 cm, - 250 g de cogumelos - 1 dente de alho - 1 molho de temperinho verde - suco de meio limão - 1 concha de sopa de brodo de peixe - 1 folha de louro - 4 colheres de óleo - sal e pimenta.

Modo de fazer: em uma panela, frite em fogo baixo o dente de alho, já amassado, em 2 colheres de óleo. Una a isso: os cogumelos já limpos e cortados, o suco de meio limão e tempere com sal e pimenta. Cubra tudo com o brodo de peixe e deixe cozinhar por 20 minutos. Adicione ao final do cozimento o temperinho verde. Passados os 20 minutos, tire os cogumelos da panela, coloque mais 2 colheres de óleo e una o louro e as fatias de salmão, que deverão ser douradas em ambos os lados e temperadas com um pouco de sal. Quando o salmão estiver dourado, coloque os cogumelos na panela e deixe ali para pegar gosto, por 10 minutos, ainda, antes de servir.

Para acompanhar o peixe, como contorno:

Batata com nozes

Ingredienties: - 800 g de batata - 1/4 de cebola - 2 colheres de sopa de óleo extra virgem de oliva - 2 colheres de manteiga - 4 nozes - 2 raminhos de salsa - 1/2 colher de sal.

Modo de fazer: Corte em pedaços a batata, depois de as haver descascado; frite a cebola ralada por 5 minutos em fogo bem baixo, junto com o óleo e a manteiga. Adicione as batatas, tempere com sal e mexa tudo com uma colher de pau. Deixe cozinhar por 20 minutos na panela coberta.
Espedace, com as mãos, mesmo, as nozes. E pique a salsa. Depois coloque tudo em um prato, misture e sirva.

Quando estiver tudo pronto, ponho as fotos aqui, tá bom?

Buon Natale e buon appetito a tutti!

post scriptum: para acompanhar tudo, um bom vinho branco (embora eu tomarei tinto) e de sobremesa, chocolate com nozes comprado no super mesmo. Tudo porque não sou muito de doce e, menos ainda, quando tenho eu mesma que fazer.
Continue lendo...

Cena di Natale, parte I

Natale all'Italiana

Vou passar aqui as receitas do que farei, hoje, para a ceia certo? Tudo porção para 4 pessoas.

Antipasto:

Ingredientes: 100 gr de grissini (plic plac compridos) e 100 gr di speck ou presunto cru.

Modo de fazer: brincadeira de criança: enrole o presunto ou o speck nos grissinis e voilà, é só servir.

post scriptum: Vinho tinto para acompanhar

Primo piatto: Lasagne della vigilia

Essa imagem peguei na web, depois que a fizer tiro uma foto minha.

Ingredientes: 300 g de salmão defumado, 1 pacote de lasanha fresca. 1,5 Kg de abobrinhas, 8 colheres de farinha, 2 litros de leite, 200 gramas de queijo grana padano, 2oo gr de manteiga, uma forma de 8 a 10 porções, sal e 2 colheres de sopa de noz moscada ralada.

Modo de fazer: cozinhar as abobrinhas e deixá-las esfriar. Preparar o molho branco, ou la basciamella: dissolver a farinha no leite e adicionar o sal. Colocar no fogo e depois adicionar a manteiga, o queijo e as 2 colheres de noz moscada. Colocar na forma 1 cm da basciamella e estender as folhas de lasanha até cobrir a forma. Fazer o mesmo com o salmão e as abobrinhas, cortadas em rodelas. Depois de montar as camadas, pôr no forno por 20 minutos. E deixar esfriar um pouco, antes de servir.

Buon appetito!!!

post scriptum: daqui a pouco publico il secondo piatto.
Continue lendo...

Racconto do dia 24: mexendo o chocalho

O dia amanhece com a Lua em Peixes, a Lua louca, inspirada e amorosa. E preguiçosa também. Mas logo o dia acende a faísca, mexe o chocalho, porque a senhora do céu pula para Áries. Uhú! E a Lua cresce, cresce em Áries, agitando, acelerando tudo à nossa volta.

Mas, na tarde, a Lua faz quadratura com Plutão, depois com o Sol e por último se opõe a Saturno. Que os deuses nos acudam! Ó, se você deixou coisas para fazer de última hora, podes enfrentar uma guerra por aí: nas lojas, no super. Competição dura e acirrada. E mesmo sendo véspera de Natal (época em que todos ficam mais bonzinhos), a agressividade vai estar à solta e, em abundância. Gente pisando no pé, brigando, se estressando. Gente explodindo. Se passar o dia assim, na hora da ceia, da festa, vai restar só o cansaço.

Melhor não, né? Melhor fazer o que der e não se estressar tanto. Não se cansar tanto com coisas inúteis. Nem entrar numa guerra por nada. Faça suas coisas aí, mas abrace a alegria, ponha uma música bem alta, dance e espante a névoa não com gritos, mas com gargalhadas.

E para nos inspirar, lembrei da Clara Nunes. Pura alegria, puro samba. Já dancei muito Clara Nunes com minha mãe, uma ariana que ama encher a casa de música e dançar.



Buon Natale a tutti!
Continue lendo...

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Neve, muita neve

Estas fotos fiz na segunda, enquanto ia pro Ibrit. Mesmo com a neve abundante e o frio, as ruas estavam cheias.

Continue lendo...

Racconto do dia 23: confusão e beleza

O Sol no Capricórnio deixou o mundo branco e cinza, aqui no norte. Cinza e branco quase azul. E as calçadas cheias de sal. A Lua em Peixes trouxe a névoa. A confusão, a falta de trens, ônibus, o carro que teve que ficar em casa. O povo ficou perdido. A neve bagunça tudo, mas cria também paisagens de sonho. Muda totalmente o aspecto da cidade. O dia mistura tudo, dissolve, liga, compreende. Enlouquece. A boa loucura que nos deixa sãos.

No dia de hoje, a gente mira os olhos de ressaca da Capitu e vem arrastando por eles para o grande mar. Sentimentos, emoções. Segure-se nos cabelos dela, ou ponha cera nos ouvidos, como fez Ulisses, para não ser levado pelo encanto das sereias. Para não ser engolido. Mas navegue a aproveite a paisagem, mesmo que confusa ela seja. Confusão e beleza.

No início da tarde, movimento, inspiração e boas conversas. A gente distribui abraços, beijos e os melhores votos às pessoas. Desejos de um Bom Natal e de um Novo Ano próspero e feliz. Eu adoro fazer isso. E é bom também para os meus, os seus, os nossos tráfegos comerciais, intelectuais. O fluxo do dia. A Lua faz sextil com o mensageiro dos deuses.

Mas será que o trânsito vai fluir, hein? Aqui, o tráfego, a causa da neve, está complicadíssimo. O frio polar destruiu boa parte da rede elétrica dos trens. A neve, para quem não tem pneus adequados, fez o povo ter que deixar o carro em casa. Justo quando os meios de transporte deram tilt. Ontem, quando finalmente consegui voltar de Milão, escorreguei de bike e fui ao chão. Caí um belo tombo no meio da rua. Nada grave. Só o susto. Meno male. Talvez hoje, o sistema elétrico sia messo a posto. Speriamo!

No meio da tarde, rola uma maior agitação. Pororoca, pororoca, pororoca. A Lua casa com Urano e o dia abraça o inusitado. Para quem curte navegar em mares nunca d'antes navegados, o dia flui, segue seu curso em direção ao mar. Pororoca, pororoca, pororoca.

Me lembrei desta música e da Capitu:

Continue lendo...

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Um samba sobre o infinito

Lua em Peixes no céu e eu acordei com esta hoje:

Continue lendo...

Racconto do dia 22: baile com flocos de neve no ceu

Pessoas todas, a neve caiu abundante por aqui, ontem. Tanta que nao consegui sair de Milao e dormi na casa de uma amiga, onde estou ainda.
A Lua em Peixes bagunçou os planos de todos, nos fez navegar em outros mares. Bailar com os acontecimentos. Minha amiga ontem dizia: delirio, delirio! Lua em Peixes, Lua em Peixes, pensava! Ah, mas tudo bem, tudo bem, ta todo mundo entrando em ferias e a neve caindo, apesar dos transtornos, eh bella e faz sonhar.

O dia hoje eh para se deixar levar, navegar mesmo. Lua em Peixes dissolvendo durezas, amolecendo um pouco nosso espirito a fim de que ele sinta e veja as coisas belas. Poesia!

Um belo dia pra voces!

E segue o Baile com flocos de neve no ceu!

(post sem acentos)
Continue lendo...

domingo, 20 de dezembro de 2009

Racconto do dia 21: o verão e o inverno de Brueghel

A Lua em Aquário no céu de hoje casa com o sonho, Netuno. Com o idealismo, Júpiter. Fé e otimismo a disposição de quem os aspira, de quem sabe navegar e se entregar à vida. A gente se embriaga com o espírito de Natal, ou com o que quer que seja que nos faça feliz, que nos inspire. Amigos povoam o dia de hoje, também. Que bom, pois sem eles a vida fica muito chata.

E tem festa na Roda do Ano, pois o Sol ingressa Capricónio: Solstício de Inverno no hemisfério norte e de Verão, no Sul. Capricórnio é o alpinista do zodíaco. A estação de esqui já começou aqui. Capricórnio escala as montanhas nevadas do norte e faz rapel nos montes verdes do sul. E é tão determinado, mas tão determinado que é capaz de alcançar o objetivo mais ambicioso, contando somente com suas forças. E não luta contra o tempo. Primeiro vai devagar e, depois, vai longe.

E atenção, a gente segue respeitando o escuro do nosso mundo, pois o Sol perto de Plutão está e quadra Saturno, também.

Agora, seja no norte ou no sul, o dia de hoje é para os que vivem a felicidade, independente da altura da montanha. A Vênus em Sagitário sorri sedutora para Júpiter, sorri para Netuno. Felicidade para quem tem olhos sublimes, para quem vê mistério envolver coisas grandes e pequeninas. Para quem se diverte até em discutir a respeito de tomadas italianas, ou mesmo aquelas brasileiras. Ah, e dia bom para fazer as compras de Natal, também.

E no final do dia a gente abraça o sonho de vez. A Lua ingressa Peixes e eu aqui entro em férias :)) Vou abrir um bom vinho e me embriagar de poesia, ou só olhar a neve dançando no céu.

E o Brueghel? Ah, as pinturas abaixo são dele. E elas contam muito sobre o verão e sobre o inverno. No verão, os dias ensolarados de agosto, a colheita do trigo. Tempo de festa e de beber vinho. No inverno, os homens caçam, fazem fogo para se proteger do frio e se divertem a patinar no gelo. Hoje, assitindo um entendido de arte, na televisão, soube que muitos meteorólogos, os primeiros que assim se intitularam, se inspiraram na pintura flaminga, em Brueghel.

Estate


Caça na neve

Ele é ótimo, não? Adoro Brueghel!

E aqui no norte, segue o frio polar, a neve cobrindo o mundo de cinza e branco. Mercúrio tá em Capricórnio e muitos trens aqui foram cancelados, ou atrasaram muito a causa do congelamento dos trilhos. Em algumas cidades européias se chegou aos -24°C. Aqui, hoje, a temperatura não chegou a ficar positiva. Hoje de manhã, fazia -14°C. Inverno pra ninguém botar defeito, né não? Brrrr
Continue lendo...

via @mnesti

Temperatura de -14 °C aqui, hoje. O Papai Noel foi embora e nos mandou esta foto do Brasil:

Continue lendo...

sábado, 19 de dezembro de 2009

Racconto dia 20: puseram o Leão no gelo, em Milão

Neve, muita neve e -11°c a temperatura, aqui. Frio Polar. E a Lua em Aquário no céu reunindo, em torno do fogo e do calor, os amigos. As pessoas com as quais nos indentificamos, com as quais podemos fazer trocas de idéias, de coração. E com as quais fazemos projetos loucos e sãos. Para o meu bem, seu bem, nosso bem.

Chi ha un amico, ha un tesoro, vero? Ma sì, certamente! E com este Sol em Sagitário, esta Lua em Aquário mais o Natal que se aproxima, aproveito para agradecer os amigos que fiz pelo mundo. Amigos de outras línguas e etnias. Amigos curiosos, loucos para conhecer o diferente, o estrangeiro e se enriquecer com e na diversidade, obrigada!

Marte em Leão começa a retrogradar no céu de hoje. Freio de mão no Leão. Bom para pôr no gelo o autoritarismo, rever as motivações. Estar mais atento ao bom combate. O bom combate é aquele no qual você luta, mas não faz em mil pedacinhos o adversário. Em Milão, o Leão ficou assim, ó, com a neve:

Piazza Duomo, Milano

Marte em Leão retrógrado é povo aqui revendo as ações de Berlusconi, da Lega Nord. Berlusconi foi atingido por uma miniatura do Duomo de Milão, em Milão. Isso quando a Lua em Escorpião quadrava Marte em Leão, no céu - como disse aqui outro dia. O agressor tem problemas mentais. Violência motivada pela loucura. A loucura de Escorpião. Mas visto que as últimas eleições aqui foram vencidas botando lenha na loucura humana, o medo na televisão e incitando a violência aos estrangeiros, agora, se revê tudo. Ah, pois é. O chefe de Estado foi agredido na cara, por um louco, saiu da Piazza Duomo com o rosto sangrando, dentes quebrados e taus. Lua em Escorpião quadrando Marte em Leão.

Por essas e outras, meu amigos, que desejo que eu e você, a gente, possa rever nossas ações, sem medo e de peito aberto. Trazendo à tona o que Marte em Leão tem de mais genuíno: a criatividade, a expressão, a generosidade. O calor. E a brincadeira, sempre.

E por falar em brincadeira, hoje é dia de dividir o palco, daí a gente tenta fazer as coisas juntos, né? E se diverte in questa domenica, giorno del Sole.

O, Sole mio:

Continue lendo...

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Racconto do dia 19: o homem de Aquário

Não se espanta com nada. E se interessa por tudo. Amigo, companheiro, amante surpreendente. Gosta de inovar até na lista do supermercado. Dizem que homem não muda, mas o homem de Aquário muda. Nem que seja a causa do tédio de ser sempre o mesmo, nem que seja somente para ser novo e diferente. Quando ele aparece, até o computador volta a funcionar, sem muita explicação. Tem sempre muitos projetos e amigos. Está sempre aprendendo e procurando coisas novas vida afora.

Agora, sua vontade de não ser igual, às vezes o cansa. E também sua radicalidade. Preto e branco, sem tonalidades de cinza, lhe jogam de um lado para o outro. Ah, mas inteligente é. E se apercebe do causo. Por isso dialoga, faz contato para entender a si mesmo e tudo aquilo que é profundamente humano.

Naquele sábado, sentia-se bastante responsável por suas relações, pelas trocas que fazia. E sentiu-se feliz por isso. Por estar no mundo e pelo aprendizado que tem no contato e na relação com as pessoas, qualquer pessoa. Idéias e conceitos o sustentam. O novo surgia a partir de alguns alicerces importantes - pensou.

Mas, volta e meia, tais idéias eram banhadas pelo mar, por algo fora do controle, por movimentos impossíveis de serem conceitualizados. Por isso não pôde evitar os atritos, o ruído amoroso do dia. Sentia uma irritação, um certo nervosismo. Era vênus quadrando seu regente Urano - dizia o horóscopo do dia. Ele curtia astrologia e também astronomia. Mas o dia não estava muito aberto às novidades, principalmente no amor. E ele estava sem paciência para a mesmice e os nhém, nhém, nhéns. E dicussões que não levam a nada, que abrem uma gama de infinitas estradas, definitivamente, não eram sua praia.

Procurou segurar a onda. Se ater ao fatos, ao mundo. A Lua em Aquário triangula Saturno - dizia ainda o horóscopo. E ele, então, manteve as antenas ligadas com fio terra. Esperando momento mais propício para fazer o que mais gosta: surpreender.


Aquário, na pena divertida de Will Eisner
Continue lendo...

Neve dançando no céu, noticias de dentro e de fora

Está nevando pra valer. Cheiro de Neve é um odor novo na minha gama olfativa, tem três anos só. A estética da neve também. Mágica quando cai do céu. Lama quando derrete no chão. A estética do belo, a do feio. Já cheiro de lenha queimando é velho conhecido das minhas narinas. No sul, a gente queima lenha para se defender do Minuano, para se divertir, para se curar.

Aqui, nesta época, faz um frio para vivente nenhum botar defeito. Lá fora, -1° e na madruga vai aos -9°. Mas aqui dentro, calor. Meno male. E cobertor de orelhas, mais vinho tinto também ajudam. Capricórnio não tardará, se aproxima. E a paisagem capricorniana, a mais fria, branca e cinza do ano, constrasta com o calor que se busca dentro. Se opõe a Câncer. Ao ninho e ao aconchego.

Alegria e alguma nostalgia antecipada, é o que sinto. Marcelo trabalha quase que incessantemente na sua tese de doutorado. A entrega dia 8 de janeiro. E ela é um dos grandes motivos de estarmos aqui. 2010 se aproxima junto com suas mudanças. Mudanças meeesmo, literalmente. De volta ao Brasil. Mais um ciclo se fecha. E o que virá ...é mistério. Que bom que é assim!

Eu aqui do alto do oitavo andar, da minha vista pros Alpes, agradeço por mais este ano, por mais este ciclo. Este 2009 tão desafiador, tão rico, tão vivo, tão cheio de trabalho e amor. Este ano, tenho muito a agradecer. Agradeço o casamento que fiz comigo mesma e, consequententemente, com o mundo. E agradeço ao Marcelo, meu amor, pela sua coragem e confiança nos meus processos. Por ser parceiro deles e me deixar livre para ser o que sou. Agradeço infinitamente por este masculino amoroso que me circunda e me apóia. Como vêem, não é pouco o que tenho a agradecer.

Por aqui, as férias natalinas se aproximam: do dia 21/12 ao dia 8 de janeiro, tudo parado. Não viajaremos, porque o moço está aqui parindo sua filha. E eu, dentro do possível, ajudo no parto, com meu apoio, amor e cuidado. Que não sou poucos, já digo logo para espantar a falsa modéstia daqui.

Obrigada 2009. E que venha 2010.

Você aí que me lê, se quiser agradecer, pedir, falar, os comentários são todos ouvidos e eu também.
Continue lendo...

Dinossauro do Rock faz Aniversário, hoje

Continue lendo...

Lua em Capricórnio é..


...a primeira nevicadinha em Novara, pra deixar o mundo cinza e branco.
Continue lendo...

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Racconto do dia 18: Hi-Fi

Sexta-feira. Uhú. Pulou da cama. Animado. Fez mil coisas. Respondeu e-mails, foi ao correio e, tudo que estava meio pendente, aquelas pequeninas coisas, de repente, fluíram. Trabalho bom, assim, pá pum. Vestiu um terno. Estava elegante. Foi para a tal reunião importantísima da semana. Não demorou tanto, até, a dita. Sexta-feira, sexta-feira - lembrava-se, feliz.

À tarde, estava no maior pique. Elétrico, animado, com disposição para o trabalho e, sentindo -se realizado pelo trabalho cumprido. Mas queria mais e queria fazer algo diferente. Inovar, sair da mesmice. Afroxou a gravata e, enquanto pensava, descobriu novas funcionalidades do seu iPhone. Tirou fotos da vista que tem do alto da sua ampla sala de trabalho e carregou no Facebook. Recebeu horóscopo por SMS. Dizia: Lua em Capricórnio conjunta Mercúrio, Lua sextil Urano: trabalho e inovação. Rá, estou por dentro-pensou. Depois, voltou ao trabalho.

E trabalhou tanto que, à noite, cansado, voltou pra casa. Queria dormir. E só. E tudo bem. Foi para cama com seu iPod e, incrivelmente, pegou no nosso com esta:

Continue lendo...

Não existe montanha alta o suficiente para Sagitário

Será? A Lua tá na signo da cabra, é vero, mas o Sol tá no stramega otimista Sagitário, então...

via @Deborajotta

Continue lendo...

Capricórnio é..

...o frio, a paisagem cinza e branca. A neve e o sal espalhado pelas ruas, para que o povo não escorregue e vá ao chão.
Continue lendo...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Racconto do dia 17: o passado é sal, se dissolve para dar sabor ao futuro

Raymon Brascassat. Chèvres. Musée des Beaux-Arts, Lyon.

Foi dormir cedo. Teve um sono pesado e profundo, nem sonhou. E acordou quieta. Conversou somente com seus silêncios. Ainda que se sentisse novinha em folha, sentia-se avessa ao desperdício. Qualquer despedício. E decidiu ficar desse modo, a escalar as montanhas de si mesma. Como cabra solitária que do alto contempla o mundo branco e cinza. Sem insônia, mas sentindo a eternidade dos tempos nos ossos gelados de frio. E planejando dias melhores, sempre.

Passou o dia assim, sem nenhuma pressa, nenhuma urgência. A Lua seguia, obstinada, no signo de Capricórnio. Com calma e seriamente, fez tudo que seu chefe pediu. E, enquanto trabalhava, lembrou-se de viagens que fez, museus que visitou. Depois, seguiu com seu trabalho. Trabalhar era uma genuína satisfação, era a máxima realização. Agradeceu por isso.

Depois dele, foi estudar história e costumes dos povos. E tomava chá para se esquentar. No final do dia, ligou para o seu pai. Falaram de política, dos velhos tempos, sem muita animação. O passado é sal - disse ele - se dissolve para dar sabor ao futuro*. Ela desligou. E foi para cama embalar-se na própria melancolia.

*Frase de Claudio Baglioni
Continue lendo...

Todo cambia

Ótima sugestão da Rosângela:

Continue lendo...

No orkut...

'Nada grandioso no mundo foi realizado sem paixão' - li essa frase, hoje, agora, no orkut. Orkut ensina Astrologia. Pá. Plim!
Continue lendo...

Centaure et l'Amour

Joseph Chinard. Musée des Beaux-Arts, Lyon.

A Vênus em Sagitário, hoje, sorri para o Marte em Leão. Amor, amoris. Dos bons. Amor alegre, quente, beeem quente. Amor divertido. Amor, umoris é o que eu desejo pra mim e pra você. O deus Amor, é um deus caprichoso, vocês bem sabem. Suas flechas, muitas vezes, comportam problemas. Até Zeus, Júpiter, as receia, pois vítima delas, por diversas vezes, foi.

Mas o Amor está de bom humor. E lançará flechas verdadeiras.
Continue lendo...

Hércules Arqueiro


Antoine Bordelle. Musée des Beax-Arts. Lyon.

Sagitário é herói lançando flechas. E quanto mais coragem de ir ao longe, mais perto de Deus se está:

(...) ...Temos de aceitar a nossa existência, por mais longe que ela chegue; tudo nela tem de ser possível, mesmo o inaudito. É no fundo esta a única forma de coragem que nos é exigida: que encaremos ousadamente o mais estranho, o mais fabuloso, o mais inexplicável. Que os homens tenhas sido cobardes a este repeito trouxe incontáveis danos à vida. (...)'

Rainer Maria Rilke, um Sagitariano.

E, em Sagitário, livres do que nos aprisionava lá no Escorpião: o medo da própria sombra, as compulsões e obsessões, ou simplesmente o medo de deixar para trás o que podre já estava, podemos seguir novos caminhos. Conhecer novas gentes. E aprender com o mundo.

Continue lendo...

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Racconto do dia 16: Aurora!

Acordou cedo e nervosa. Elétrica. Será que havia bebido muito café? Não, não. Era Lua quadrando Urano, disse a astróloga, no rádio. Estava confiante, cheia daquela boa esperança, inspirada, sorrindo para a vida. Não era fé cega, não. Era tempo de começar. Abrir novas estradas, o peito, cavalgar outros caminhos. Já havia pressentido isso. E cantava 'há tanta vida lá fora, aqui dentro, sempre...'

E eis que no rádio tocou e, em italiano:



Sorriu, boca cheia de dentes. E sentiu frio na barriga. 'Lua Nova no céu, por volta do meio dia' - disse a astróloga. Tutto cambia! Tutto cambia! Tutto cambia!

Sorriu de novo. Sentia-se livre de bloqueios e arreios. E queria a ousadia de sair do conhecido e desbravar novos horizontes. Experimentar. Quem sabe um novo país, ou uma nova língua estrangeira? Nada tinha nada muito claro ainda, estava gestando as idéias. Sentia-se grávida de sentidos. Viva! E com as costas cheias de deuses. 'Semana que vem tudo ficará mais claro'- disse a astróloga, no rádio. Ok! Ok! Era só observar, acompanhar o movimento da Lua. Líquidos e ciclos gestando novos mundos. Fez seu ritual, o seu pedido à Lua.

Desejou para si mesma e, para o mundo todo, nova vida. Encheu o peito de ar. Orava, sem saber que o fazia. E abriu as janelas todas para deixar a luz entrar.

No final do dia, ficou mais séria, mais bicho do mato. Eremita mesmo. O rádio tocava 'sometimes it snows in april, sometimes it feels so bad...'. É, a gente não se sente otimista o tempo todo - pensou com seus botões. Tudo muda. E que bom que é assim. A Lua fora para Capricórnio, invocando a mudez das pedras. A boa solidão.



Porque tudo precisa de planejamento, silêncio e tempo - pensou. E, assim, nos nutrimos com o movimento do dia.

De qualquer modo, estava acordando para o novo ciclo e lembrou-se da Aurora que viu no Museé des Beaux-Arts, em Lyon:

René de Saint-Marceaux

E segue o Baile - disse a astróloga!

Continue lendo...

Um pedido à Lua, magia pura

Seguinte, meus queridos bailarinos, mais uma Lua Nova, mais uma vez Sol e Lua bailando juntinhos no céu, certo? É amanhã, quarta-feira, início de um novo ciclo. E, em Sagitário. Portanto este mês, o baile é é show de rock ao ar livre, cavalgando otimismo. Desbravando novos mundos, através de estudos ou viagens. Novos horizontes para mim e pra você. Busca por sentidos. O que é que faz sentido na sua vida? Ousadia para assumir o que quer. Saímos da lunação de Escorpião e nos libertamos, ou não, daquilo que nos bloqueava. Para chegar em Sagitário sem freios de mão, sem mordaças. E rir com todos os dentes. E abraçar o mundo com as pernas.

Desta vez, então, não tem desculpa, faça um pedido à Lua, ritualize, imante uma intenção até a chegada da fase cheia. A Lua Nova é de Sagitário, portanto peça por abertura, por coragem para desbravar nova vida. Se souber em que casa cai a lunação de Sagitário, no seu mapa, peça por fé e abertura ali. Sentidos. Se não souber, mande seus dados para danischeifler@gmail.com que eu respondo, nos comentários, com duas palavrinhas, certo?

E faça um pedido com fé e alegria, para o bem. Para o seu bem. O seu bem é o meu bem.

Agora, voltando à Mandala propriamente dita, ela se chama Nitya Saktis. Fiz já por diversas vezes, como vocês bem sabem, e gostei dos resultados, por isso compartilho again, again e again.

Para quem não lembra, os passos são os seguintes:

1- Elabore um pedido que queira fazer à Lua, algo que seja para VOCÊ. Tenha responsabilidade com o seu pedido. Pode ser com relação a algo que você queira re-significar na sua vida, com relação a novos sentidos, viagens, estudos. Enfim, você escolhe. É interessante pensar em algo que possa ser trabalhado durante o período da lunação. Durante os próximos 29/30 dias.

2- Depois, pegue um pedaço de cartolina e desenhe um círculo na frente e outro atrás, com um prato;

3- No círculo de trás você escreve o seu pedido;

4- Na frente você começa a pintar as nesgas, as tiras de Lua, a partir do segundo dia da Lua Nova, ou seja, na quinta-feira, dia 17/12.

5- Pinte-as, a partir de cima e do centro do círculo, e cada dia reforçe o seu pedido, imantando a idéia;

5- Faça isso por 16 dias até a Lua chegar à fase cheia;

6- No último dia você pinta agradecendo à Lua como se já houvesse atingido o seu desejo.

E, por favor, conte aqui, na próxima Lua Cheia, se obteve resultados, ou não, tá?
Continue lendo...

Demais de bom!



Naquele dia exagerou. Vinho e chocolate com nozes. Namoro e massa de conchinha. Protegeu-se do frio com cobertor de orelhas. Luzes de Natal. Alegria, coração aos pulos. #miniconto

Post scriptum: Hoje exageremos nas coisas boas da vida, visto que a Lua está de mãos dadas com Vênus em Sagitário
Continue lendo...

Horoscopus do dia 15: cavalo gracioso cavalgando o balanço do mar

A Lua desaparaceu no céu, minguou. E a gente também repousa, se recolhe para se preparar para o próximo ciclo que se inicia, amanhã. Com o casamento do Sol e da Lua em Sagitário. O dia, hoje, amanhece com a Lua no Arqueiro, a Lua otimista, Lua costas quentes. Lua Capitão Rodrigo. Que chega chegando. Quem tem essa Lua se lança no mundo e confia nos deuses. Tem fé. Assim é o dia de hoje.

Agora, antes de casar com o Sol, à tardinha, a Lua casa com a Vênus. Hoje então é um dia para exercitar a amorosidade alegre, brincalhona. Rir do e com o mundo. Cavalo e égua graciosos cavalgando sem pressa e juntos. Atravessando o mar da vida.

E, à noite, a Dama do céu triangula com o Guerreiro, Marte em Leão. Alegria pouca é bobagem. Os ânimos se acendem. O povo fica pilhado para sair, fazer algo diferente e divertido. Why not?

Hoje, também, o Sol faz sextil com Netuno no céu. Dia bom para navegar em outros mundos e se inspirar, se maravilhar com a vida. Cantar, ouvir um belo Fado. Bom tb para perdoar, esquecer e compreender que estamos todos aqui neste mundo, juntos. Se não no mesmo barco, no mesmo mar. Somos todos marujos e marujas...



E segue o Baile , no balanço do mar!
Continue lendo...

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Horoscopus do dia 14: samba no pé e nas pernas

A Lua hoje de manhã pula do intenso Escorpião para o peito aberto de Sagitário. E a gente se prepara, devagarinho, para o novo ciclo que se se inicia, na quarta-feira. Mas o otimismo já se se sente e se aspira. E se cultiva bom humor no fogo da lareira, no calor do Sol.

Ontem, Lua estava quadrando Marte, e agrediram o Berlusconi em praça pública, viram? A cara vermelha de Marte se traduziu no rosto sangrando do 1° ministro italiano. Marte rege Áries, que rege a cabeça. Leão é comandante. Marte em Leão, vocês sabem, é guerreiro que levanta a espada à luz do Sol. E o Berlusca, agredido, versou sangue em praça pública. O chefe de Estado. O agressor, por sua vez, tem problemas mentais. Lua em Escorpião no céu trazendo à tona à loucura humana.

Já em Milão, a cara vermelha de Marte se deu de tanto dançar e suar na Festa Natal Tropical do Ibrit. Teve aula de samba, capoeira, apresentação do Coral, no qual cantei, Banda de Rock porto-alegrense, a Selton, e depois muita música e dança com a DJ Mônica Paes. Calor, calor, calor!

No cardápio: acarajé, pão de queijo, coxinha de galinha, caipirinha e guaraná, tudo ou, quase tudo, que não se encontra por aqui. E alegria, que esta nunca é demais. Porque o melhor do Marte em Leão é a festa, é o sentir-se vivo. A paz está no colorido, no sabor de viver.

O coral:





E cara vermelha de suor, calor e alegria:



Hoje, também, o Sol em Sagitário, quadra com Urano, o planeta do inesperado, da eletricidade. Então o imprevisto pode surgir por aí e por aqui. E o vivente fica agitado, nervoso com isso.

Mas assim, não vá bailar na curva. O mundo não vai se acabar, então, deixe o inesperado chegar. Ele vai chegar de qualquer jeito mesmo.



E segue o Baile no Céu!
Continue lendo...

sábado, 12 de dezembro de 2009

Horoscopus do dia 13: cálida paz

A Lua segue no Escorpião, profunda, apaixonada. E a gente, no finalzinho desta lunação, deixa para trás, se liberta do que não serve mais. E não abre mão da intensidade, não. Porque ela está também na paz. E certamente na paixão de viver, na alegria de estar no mundo. Até porque o Sol, que cavalga o otimista e confiante Sagitário, começa a sorrir para Júpiter em Aquário. Alegria e boa esperança para quem a tem no coração. E vontade de confraternizar, fazer parte de algo. Lançar-se em nova vida.

Depois, de tarde, a Lua quadra Marte. Os ânimos pegam fogo, a cara fica vermelha por qualquer bobagem. Deixe a ira chegar, deixe a ira passar.

À, noite, a Lua faz trígono com Urano, 'quem sabe o inesperado nos faça uma supresa?'.



A Senhora do céu também quadra Júpiter e Netuno, no final do domingo. E para não inflar que nem balão, nem ficar viajando na Hellmann's Airlines, eu vou é me recolher no meu cantinho, discretinha. Para a madrugada acalentar a minha, a sua, a nossa paz.
Continue lendo...

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Horoscopus do dia 12: ne me quitte pas

A Lua amanhece no signo da profundidade, da paixão. Escorpião. E em sextil com Plutão. Hoje é dia de viver a vida, assim, intensamente. Se entregar àquilo que fizer, com tesão, com todo o coração. E libertar-se do que não lhe serve mais.

Dê a si mesmo um presente, algo que seja um bálsamo, uma cura, algo que lhe toque profundamente. Pode ser entregar-se àquele livro que você gosta, pode ser só sair a andar por aí, ou dormir, ou estar com o seu bem. Mas faça algo que alimente as suas boas paixões. Porque a vida fica mais viva assim, tem mais vigor.

Mais amor,
mais cor
e sabor
Bem melhor o prazer que a dor.

E, assim sendo, até os mais doentinhos se curam.

À noite, a Lua ainda faz sextil com Mercúrio. Bom para fazer bons programas por aí, ou ter uma conversa boa, íntima, secreta. O dia flui em águas densas e ricas. E nós todos também.

E baile, baile bem à flor da pele. E às coisas apaixonantes da vida, diga: ne me quitte paaasss!!!!

Continue lendo...

Horoscopus do dia 11: tardou mas não falhou

Ontem la serata brasiliana foi ótima! Mas a mocinha aqui perdeu o último trem para Novara e acabou dormindo em Milão. Imprevistos! Por isso o horoscopus tardou, mas não falhou. Ontem, a Lua em Libra em sextil com a Vênus em Sagitário mostrou o seu melhor: encontro de línguas e culturas, caldo de cultura.

Nápoles, Porto Alegre e Berlim:




Eu e as minhas pestes adoráveis na Churrascaria Pampas:



Olha o Cavaleiro lá atrás:



E o dia hoje, meus dançarinos errantes, é tudo de bom, animação pura. Lua em Libra sextil Sol em Sagitário, Lua Sextil Marte em Leão. Sol trígono Marte. Ar assoprando o fogo, a lenha na fogueira da alegria de viver. Fogaréu bom no céu. A Lua míngua é vero, mas o céu queima animação, alegria, otimismo. E quem saiu a cavalgar, a desbravar nova vida já mostra os dentes todos, sorrindo para a vida. Eita, vida boa.

Depois, como se não bastasse, à tarde, a Lua sorri para Júpiter e para Netuno. Então, meus bailarinos, é isto: sexta feira dia de Vênus para pensar no melhor, ser o melhor, fazer o melhor, sonhar o melhor para você. E assim fazendo, pensando, sonhando, fazendo, faz para o mundo todo.

Porque o mundo precisa se nutrir de beleza, otimismo e alegria, né não?
Continue lendo...

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Para os dias de chuva: guarda-chuva!

Continue lendo...

Relógio Astronômico e Astrológico

Projeção do Relógio Astronômico e Astrológico, na Catedral de St Jean, em Lyon. O de verdade está dentro da Igreja. Esta projeção vi no primeiro dia da Fete des Lumieres. Lindo, não?



Aqui ele dentro da Catedral:



Durante o dia, a Catedral é assim:




E do alto da cidade, assim:



Clique nas imagens para vê-las ampliadas.
Continue lendo...

Horoscopus do dia 10: escolha seu bem!

A Lua, na madrugada de hoje, casou com Saturno em Libra, deve por isso que dormi feito pedra e o único sonho que lembro de ter tido foi um que estava no trabalho. E chovia. Bom sinal. Água é sinal de abundância. Já no Brasil, as chuvas vem castigando, né? Água demais também não dá, destrói tudo. É prejuízo.

Mas voltando ao dia, quando a Aurora despertar, a Lua em Libra amanhecerá quadrando Mercúrio em Capricórnio. E este, ao invés das sandálias aladas, calça sapato de couro italiano. E não quer saber de lero-lero, não. Quer resultados práticos, quer o que funciona neste mundo aqui. E a Lua em Libra, você sabe, quer estar com gente, quer jogar charme. Seduzir e ser seduzida pelo mundo. Por isso, a manhã pode ser um pouco complicada no que se refere à comunicação, aos negócios, aos afazeres.

Dica: cuidado com o que for falar, deixe o charme para hoje à noite e revise tudo o que fizer durante a manhã. Prudência e chá de camomila não fazem mal a ninguém.

Depois sim, à tarde, a Lua faz sextil com a Vênus em Sagitário e aí, é hora de sair pelo mundo. De se aventurar, desbravar novos caminhos pelos pampas da vida. Porque tem muita coisa bela a ser vista neste mundo. Quinta-feira excelente para sair com amigos. Confraternizar. Eu vou com uma turma de alunos à uma churrascaria brasileira e gaúcha, a Pampas.

Além disso, o Sol, hoje, faz trígono com Marte em Leão. Gás, otimismo e alegria para mim e para você, para renovar tudo no final desta lunação de Escorpião, é o que eu desejo. Festa das luzes para o nosso mundo. Esperança, a boa esperança cultivada em corações valentes. Em guerreiros do coração.

E já que a Lua está na romanceira Libra, minguando nesta lunação de Scorpion, deixo este bálsamo, do último romântico:

Continue lendo...

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Perseu, Medusa e Andrômeda no Musée des Beax-Arts, Lyon

Eu enlouqueci neste museu. Muita coisa linda para se ver. Estas esculturas são do primeiro andar.

Persée et la Gorgone. Laurent Marqueste

Adoro esse mito, esse herói. Já escrevi sobre ele aqui e reciclo o post.

Para quem não conhece o Mito segue abaixo uma versão dele que eu traduzi de um site italiano

Mítico herói grego, já conhecido em Homero e Esíodo, filho de Zeus e de Dânae, assim que nasceu, segundo a lenda, Perseu foi jogado ao mar dentro de uma caixa, junto com a mãe, pelo avô Acrísio, rei de Argo, a quem um oráculo havia previsto que seria morto pelas mãos do próprio neto. A caixa, levada pelos ventos, aportou na ilha de Sérifo, onde Dânae foi feita escrava e Perseu foi levado pelo tirano Polidette. Quando adulto Perseu, Polidette, para oferecer um digno presente nupcial a Ippodamia, com que desejava casar-se , organizou um banquete ritualístico no qual só se podia participar montado em um cavalo. Perseu, que não possuía um cavalo, prometeu a Polidette que teria em mãos a cabeça decepada da Medusa, uma das três Górgonas, cujo corpo era comumente representado como um corpo de cavalo. A contenda era dificil, mas em auxílio de Perseu vieram Hermes e Atenas que convenceram as Náiades a doar ao herói um par de sandálias aladas, um elmo que lhe deixava invisível e uma bolsa de pele mágica (kibisis) para colocar a testa da Górgona. Assim equipado, Perseu alçou vôo e chegou ao jardim das Hespérides e auxiliado pela deusa Gaia penetrou na gruta onde as Górgonas dormiam. Para matar a Medusa, única das três Górgonas que era mortal, era preciso evitar olhar para o seu rosto, que tinha o poder de petrificar quem o olhava. Perseu então, segundo uma versão do Mito, decapitou a Medusa olhando atrás do seu rosto; segundo outra versão, desferiu o golpe olhando a Górgona refletida em um escudo reluzente que Atenas havia lhe dado. Do pescoço cortado da Górgona saíram então o Herói Crisaor e o cavalo alado Pégaso, que se encontravam no seu colo. Perseu depôs na bolsa mágica a cabeça da Górgona, montou seu cavalo Pégaso e voando com ele conseguiu evitar que as outras duas Górgonas, neste meio tempo já acordadas, lhe seguissem. Na sua fuga aérea Perseu atingiu o país dos Etíopes onde encontrou Andrômeda, amarrada a uma rocha e exposta a um monstro marinho para aplacar a cólera de Posêidon. Perseu então se aproximou do monstro e o matou petrificando-o com a cabeça da Górgona e assim libertou Andrômeda, levando-a consigo a Sérifo, onde ainda acontecia o banquete organizado por Polidette. Mostrando a cabeça da Medusa, Perseu petrificou também Polidette, liberou a mãe da escravidão e com Dânae e Andrômeda tornou a Argo. A lenda ainda conta que depois Perseu, ainda na tentativa de reconciliar-se com o avô, o mata involuntariamente, golpeando-o com um disco lançado no curso de uma competição e assim se cumpriu a profecia do Oráculo.


Esse mito sempre me mobilizou muito. Existem muitas interpretações para ele. A que eu mais gosto é aquela feita pelo Ítalo Calvino nas suas Seis Lições americanas para o próximo Milênio. Na primeira das suas seis lições, a leveza, Calvino nos diz que a literatura é uma arte de representação das realidades humanas. Diz que essa representação se daria através de uma luz indireta, assim como a luz de um espelho, e que através dessa luz poderíamos entrar em contato com a dureza da realidade, sem, contudo, sermos petrificados por ela e sem, ao mesmo tempo, deixar de lidar com essa mesma realidade. Usando o mito de Perseu, que consegue matar a Medusa ao ver a imagem do monstro refletida no seu escudo reluzente, ele nos mostra, através da narrativa mítica, que o herói não se recusa a lidar com a realidade que o espera, mas o faz recusando olhar diretamente a Medusa. Aquele que olhar diretamente o rosto da medusa terá sua linguagem e imagem petrificadas pela dureza da realidade.

Ao invés disso, é na recusa da visão direta como o faz Perseu, que reside a força do escritor e a força do herói. O escritor representa a realidade com um discurso de leveza sem deixar de conter aí toda dureza e todo o peso das realidades humanas. E o herói guiado pelos seu deuses internos supera a realidade que o oprime recusando a paralisia. O cavalo Pégaso na história também nos remete ao movimento, que é o contrário de estar parado, petrificado. A narrativa é uma jornada heróica de superação, pois Perseu usa dessa mesma realidade que petrifica, ou seja a cabeça da Medusa, para libertar a si mesmo, Andrômeda e também sua mãe.


Perseu liberta Andrômeda. Joseph Chinard.

E eu tb quis tirar foto com ele.

Medusa, luz e sombra. Alexey von Jawlensky

Esta última foto eu tirei na mostra itinerante do Museu: Picasso, Matisse, Dubuffet, Bacon... Não podia. Não sabia que não podia. Mas consegui a Medusa.
Continue lendo...

Virginitas, para a Lua em Virgem no céu.


Le Poème de l'âme, Anne-Francois-Louis Janmot. Musee des Beaux-Arts De Lyon
Continue lendo...

Mercúrio, Circula, Mercado, Recado, Mercante, Passante, Ladrão...

Mercúrio, o deus do comércio, dos mercantes, em meio a uma galeria que liga as duas principais ruas com as lojas das mais famosas marcas, no centro de Lyon.

Nada mais apropriado.

É uma cópia de Giambologna que está no Louvre em Paris.

Buon mercoledì, dia de Mercúrio!
Continue lendo...

Encontrei Floripa e o Porto-mais-que-Alegre em Lyon


Amei Lyon. É uma mini-Paris. Uma cidade universitária, cheia de jovens. E turistas para La Fete des Lumieres. Caminhei muito por lá, mas muito mesmo. E lembrei muito de uma amiga que lá morou :) Fui com um casal de amigos italianos para Lyon. Graças a eles consegui ir, pois achei a muito custo uma passagem de ida, mas não de volta. E chegando lá encontrei minha amiga de Floripa, que mora na França.


Depois ela voltou pra casa e eu troquei de hotel, porque não consegui ficar no mesmo as 4 noites, não tinha vaga. E passei a passear sozinha durante o dia e, à noite, encontrava meus amigos italianos. Estes por sua vez estavam hospedados na casa de amigos brasileiros e, pasmem, porto-alegrenses. Tric, tric, não? Fiz novos amigos, ei-los:


Adorei!

E nem comecei a contar.

Continue lendo...

Horoscopus do dia 09: Merci, Marie!

Meus queridos bailarinos, voltei ontem à tarde da bela Lyon, sob uma Lua em Virgem no céu. E, descansada da cabeça que estava, já cheguei pondo a vida em ordem. Porque esta Lua é faxineira fascinante, tem jeito não. E ontem, pessoas todas, foi dia de Nossa Senhora Imaculada, na Itália e tb na França. Em Lyon, La Fete des Lumieres era para agradecer quem? quem? quem? Marie!

Merci, Marie! Merci, Marie! Merci, Marie!

Isso porque em 1800 e pedrinha, a Europa estava sofrendo o enésimo surto de peste negra. Aí, em Lyon, o povo se reuniu para rezar para Maria e pedir que a cidade fosse poupada da peste. Em troca da graça, prometeram construir uma bela Igreja para a Virgem. E adivinhem? Lyon não sofreu o surto e eis a promessa cumprida no topo de Lyon, a mini Paris:


La Fete des Lumieres começou oficialmente no sábado, às 18. A Lua se despedia de Câncer, o signo das águas-mãe. Seguiu animada, iluminada e colorida com a Lua no vigoroso Leão. Povo todo na rua se maravilhando na rua com as luzes da cidade. E terminou com a Lua em Virgem, agradecendo à Maria. Festa da cidade, festa religiosa. Fui até lá acompanhada de amigos italianos e encontrei Floripa e Porto Alegre. Mas depois eu falo mais de Lyon, certo?


Merci, Marie! Merci, Marie! Merci, Marie!

Hoje, a Lua amanhece em Virgem oposta a Urano em Peixes, ou seja, a gente acorda do sono do feriadão no susto. Ou no choque mesmo. Quem não teve feriadão tb acorda meio zonzo. Cai da cama, derruba o despertador. Agora, a Lua está minguando no céu, viram? Então, faça somente a sua parte, o mínimo necessário e não fique se enervando à toa, não. Caso o imprevisto bata à sua porta, deixe ele entrar. Mas feche o que começou e tome chá de camomila que faz um bem danado.

À noitinha, a Lua entra em Libra, a Lua bailarina, a Lua romanceira. Aproveite o dia do sofá e vá pegar um cineminha com seu amor. Ou vá ver uma mostra de arte. Ou um concerto. Ou isto ou aquilo. Lua em Libra é pulsão artística correndo por todas as veias e poros. Simpatia. Traquejo, rebolado social. Senso estético elevado ao quadrado do cubo. E a gente se nutre de beleza. Ou não.

Depois a Lua quadra Plutão e a gente olha de novo o escuro do mundo. Num espelho de sombras. A gente olha e se olha através do olhar do outro. E comunga ou não com esse olhar. Porque se lhe mostrarem algo que não é seu, que com certeza não é seu, que com toda a certeza não é seu, quebre o espelho, rapá e rapariga. Depois recicle tudo. Lunação de Escorpião limpando até o fundo do tacho. O único problema é a Lua em Libra ter certeza...

Agora, seja cheio de certezas, seja com a cabeça tomada de dúvidas, fica esta música para se animar e bailar com a vida. E para driblar o adversário neste mercoledì, dia de Mercúrio.

Porque a Lua em Libra sambalança com sandálias de prata:



Dom Dom Dim! Dim Dim Dom! Dom Dom Dim! Uau! Uau!
Continue lendo...

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Fête des lumières, Lyon


Bailarinos, dançarinos errantes, vou-me para Lyon para La Fête des lumières. Volto na quarta - feira da semana que vem. Viva Sto Ambrogio e Sta Immacolata, sem eles, nada de feriadao. (meu teclado em Pt continua nao funcionando, sorry).

C'est Magnifique!



Na volto conto tudo por aqui.

Au revoir!
Continue lendo...

Via @shaina81

Escrito em italiano, com muitos erros. De proposito? nao se sabe...kkkk mas mto bom!

Cansamos, vendemos todos as mercadorias e vamos embora, tomar no c*!!!

Remo e Nella ' cum amore! kkkkkkk

Mais Lua em Gemeos oposta Mercurio em Sagitario, impossivel.

Di più? qui!

E meu teclado em portugues nao funça. Post sem acentos. kkkkkkk
Continue lendo...

Solidão ou solitude? Edward Hopper

Na semana passada, fui assistir a mostra de Edward Hopper, no Palazzo Reale, em Milão. Adorei. Museu interativo e nada cansativo. O pintor americano Edward Hopper nasceu no dia 22 de julho de 1882, em Nyack, uma cidadezinha do Estado de Nova Iorque, banhada pelo Rio Hudson. Filho de uma familia burguesa, Edward passou a infância a contemplar o rio e a desenhar suas luzes.

Rooms by the sea

O grande lance para ele era apreender a luz do Sol e suas nuances.

Hopper tinha Sol em Câncer, Lua em Libra e Vênus em Virgem. Sua estética foi banhada por um realismo melancólico, que figurava as grandes cidades industriais do estado de Nova Iorque. Sua obra influenciou grandemente muitos outros pintores e artistas. No cinema, nada mais nada menos que Alfred Hitchcock e Wim Wenders, imortalizaram suas obras e fizeram delas símbolo de um país.

A conferir:



House by railroad


Gas station

Hopper tinha ainda, Marte e Urano em Virgem, conjuntos. Até hoje se discute a inovação do seu realismo, na pintura americana daquela época. Nelas aparecem muitas casas e cenas reais em andamento, que não se revelam. E é o leitor que preenche os seus significados.

Second story sunlight

Edward teve uma excelente formação literaria, ou seja, LEU MUITOS LIVROS. Não é preciso mais do que isso. Na sua casa havia uma grande biblioteca, com obras dos maiores escritores russos, franceses e, claro, americanos.

Suas personagens mostram solidão ou solitude? Depende dos olhos de quem lê/ vê.

Nighthawks

Conhecido por seus grandes silêncios, Hopper era um tipo introspectivo. Tinha Mercúrio em Câncer tb, além do Sol. Aos 42 anos, casou-se com Jo, também ela pintora e uma mulher muito vivaz. A partir dali, ela passou a ser a única modelo de suas pinturas. E o casamento durou mais de 40 anos, até o falecimento de Hopper, em 1967.

New York movie

Dentro do Morning Sun!
Continue lendo...
 

Sites amigos

  • Um teto todo meu - Saindo da escola vi aquele prédio antigo, imponente e cor de creme compondo o centro de uma praça com um chafariz. Nele estava escrito: Biblioteca Municip...
    Há 2 semanas

Atendimentos

Entre em contato comigo pelo e-mail danischeifler@gmail.com Ou pelo Skype Daniela Scheifler

Sites amigos

Text

Baile no céu Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template